domingo, 20 de março de 2011

Saint Seiya - The Lost Canvas


Não poderia deixar de falar de claro o meu anime favorito Saint Seiya The lost canvas na qual mostra o passado dos cavaleiros de athena e falarei também de muitos personagens aqui e iclusive os cavaleiros de ouro antigo. Nessa primeira parte falarei dos personagens principais que são Tenma de  Pégasus, o seu melhor amigo Alone o hospedeiro de Hades dessa época.


Os eventos narrados em The Lost Canvas são os mesmos do mangá Next Dimension, ocorrendo, no entanto, algumas diferenças entre as narrativas.[1] O mánga tem total aprovação do criador da série, Masami Kurumada, que está trabalhando no mangá Next Dimension. Os dois mangás contam a mesma história, mas sob pontos de vista diferentes. Lost Canvas entretanto é uma série fora da continuidade a respeito da série original.









A série dá destaque ao antigo Cavaleiro de Bronze de PégasoTenma. Tenma é órfão como Seiya, e tem uma ligação forte com Alone, o hospedeiro de Hades na época, e comSasha, a reencarnação de Atena, que moravam no mesmo orfanato que Tenma.
Existem várias ocorrências interessantes no mangá. Por exemplo: a maneira como os espectros atacam é diferente. Ao contrário da época atual, em que as Estrelas Malignas vão em peso ao Santuário, os Espectros de Hades lutam em diferentes partes do mundo, inclusive no próprio Santuário. O tom das histórias é mais dramático, o que rende ao mangá ótimas críticas. 

 

Tenma é o Cavaleiro de Pégaso que enfrenta Hades em 1744. Criado em um orfanato da Itália desde que nasceu, não se sabe ao certo quem são seus pais biológicos. Apenas se sabe que Tenma tem ascendência japonesa. Ele nunca teve muitos amigos, exceto Alone eSasha, respectivamente, Hades e Atena, o que causa muito espanto, pois Hades destrói o seu vilarejo.

Tenma ivocando seu cosmo

Tenma foi encontrado por Dohko de Libra após um trágico acontecimento, onde o antigo Pégaso havia provado toda sua força para o cavaleiro de Libra que ali estava passando. Após observar o potencial de Tenma, Dohko o levou para o Santuário da Grécia, onde o treinou por dois anos. Tenma ficou conhecido por manipular a cosmo-energia em um tempo muito curto, o que o ajudou a conquistar a armadura de Bronze de Pégaso. 
Durante o seu treinamento, Tenma sentiu na pele a realidade da luta contra Hades e seus espectros, como quando o antigo Laimi de Verme atacou o Santuário. Tenma foi fortemente golpeado, mas recebeu a ajuda de Shion de Áries. Já como cavaleiro, Tenma vai junto da comitiva de Dohko no encalço de Hades, onde enfrenta o antigo Flégias de Lycaon, e contra ele demonstra mais uma vez o poder que possui, bloqueando o ataque do espectro e derrotando-o com um só golpe.


O antigo Cavaleiro de Pégaso também adentra nos domínios do Imperador das Trevas, onde acaba preso por Fiodor de Mandrágora (a quem derrota depois), numa missão para pegar os frutos do saboeiro do Inferno, com os quais Asmita de Virgem poderia criar o rosário a fim de evitar a ressurreição dos espectros.
Tenma promete jamais descansar até ver Hades cair, mesmo que esteja usando seu melhor amigo como hospedeiro. O Pégaso dessa época aprendeu os fundamentos das técnicas de luta dos cavaleiros com Dohko, a quem considera um irmão mais velho. No momento, buscando mais força para pôr um fim a guerra, e por indicação de Dégel de Aquário, vai para a Ilha Canon, nas proximidades do santuário, buscando se tornar discípulo de um homem conhecido como "o demônio da ilha" (sua verdadeira identidade é Defteros de Gêmeos). Pégaso é submetido a três desafios pelo "demônio": Controlar a lava e, com ela, formar um globo incandescente em uma de suas mãos; sobreviver a um mergulho no magma e sair inteiro; e, por último, deter uma erupçao do vulcão. Vencidos os três desafios, Pégaso consegue despertar seu sétimo sentido e o "demônio" reconhece a tenacidade de Tenma. Segundo AsmitaDefteros de Gêmeos sentiu inveja do Pégaso, por se manter firme na decisão de ajudar os outros.

Retornando para o Santuário, com forças e armadura renovadas, Tenma se apresenta diante de Sasha e Sísifo, pronto para fazer valer a pena o sacrifício de todos que o ajudaram até agora, disposto a derrotar Hades de qualquer maneira. Levando o oricalco, parte para Jamiel junto com Sísifo, a fim de ajudar Regulus, os demais cavaleiros de bronze e soldados do Santuário que estão recuperando o barco que permitirá chegar ao Lost Canvas.
Hades da época moderna disse que Seiya lembrava o antigo cavaleiro de pégaso, isto é, Tenma. Em Next Dimension, revela-se que Seiya é a reencarnação de Tenma.
Tenma se mostra bastante superior, em atitude e crescimento, ao seu sucessor/encarnação futura, Seiya. Além dos fatos de ter sido treinado na metade do tempo normal, pelo cavaleiro de ouro Dohko de Libra, a experiência que conseguiu com os cavaleiros de ouro Asmita de VirgemHasgard de TouroManigold de CâncerEl Cid de Capricórnio e Defteros de Gêmeos se provou fundamental. Seiya, por outro lado, tem uma quantidade de vitórias significativamente maior que a de Tenma.


Armaduras de Pégaso

  • Formato original
Armadura de Pégaso no estado original, como foi entregue pelo Santuário. Essa armadura apresenta os mesmos traços originais da armadura de Seiya, porém há diferenças. Sua armadura foi destruída por Hades (Alone).
  • 2º Formato
Depois da luta que teve com Asmita de Virgem na cachoeira de sangue, Hakurei restaura a armadura de Tenma com o sangue de Asmita. Seu formato é muito parecido com a 3ª armadura de Seiya, porém ele carrega consigo o rosário que tinha recebido de Sasha.
  • 3º Formato
Após o treino que teve contra o Defteros de Gêmeos, ele restaura sua armadura, mas muda somente os braços de sua armadura. Sua armadura posteriormente alcança o brilho dourado dos cavaleiros de ouro, como acontecia com Seiya, quando enfrenta a espectro Partita de Coruja, a sua mãe
  • Armadura Divina
Graças ao rosário que recebeu de Sasha, Tenma conseguiu, uma única vez, evoluir sua armadura em Kamui sozinho e por poucos instantes.No capítulo 192, Tenma finalmente consegue a Kamui com a ajuda de sua mãe, Partita,que não era um espectro,mais sim a coruja mensageira de Athena,que tinha a missão de protegê-lo e guiar sua alma na Guerra Santa de 1744.




Alone Hospedeiro de Hades 









O hospedeiro de Hades em 1744 nasceu em um vilarejo da Itália, assim como Tenma, seu melhor amigo e que iria se tornar Cavaleiro de Bronze de Pégaso, e Sasha, a reencarnação da deusa Atena naquela época. Sempre gostou de pintar quadros, mas não tinha dinheiro para o material, então trabalhava muito.
Alone também tinha um coração bondoso. Certa vez, salvou um cãozinho das mãos de outros garotos de seu vilarejo judiavam dele, e para evitar o pior ofereceu seu frasco de tinta vermelha, o único bem valioso que possuía naquele momento.Os garotos aceitaram e Alone consegue proteger o cachorro. Mas eis então que Tenma chega e bate em todos, devolvendo em seguida o frasco de tinta para Alone. Ali era o meio da amizade daqueles que iriam se tornar inimigos mortais.


Algum tempo depois, Alone vai pintar numa catedral, onde comenta com os padres dali que não conseguia encontrar o tom ideal de vermelho. Então um dos sacerdotes (Hypnos), o deus do sono eterno, - recomenda a Alone que vá para as montanhas a fim de obter o vermelho que deseja, extraindo-o de uma espécie de flor. Lá, Alone encontra Pandora, que lhe coloca o pentagrama e o proclama ImperadorHades. Depois disso, Pandora leva Alone à Catedral da Igreja a qual ele frequentava, que era nas montanhas. No local, Alone finalmente vê o quadro que havia no fundo da Catedral (Referência a Hades - Só a morte Salva) Ali, depois que Alone toca na pintura, finalmente Hades desperta no corpo dele. Após isso, Hades ataca violentamente o vilarejo de Tenma, e nesse dia terrível é que há o reencontro. Juntamente com Shion de ÁriesTenma de Pégaso está enfurecido pela destruição causada, e promete a si mesmo que traria o amigo de volta.
Outros fatos envolvendo Hades e Tenma acontecem, dentre os quais devem ser destacados:


Dohko de Libra, Tenma e outros cavaleiros vão atrás de Hades na catedral onde está refugiado. Ali, após o embate entre Dohko e um espectro, Kagaho de Benu, Alone mata Tenma (que não morre completamente graças a pulseira de flores e,algum tempo depois, Tenma voltaria à vida com a ajuda de Asmita de VirgemYuzuriha de Grou e Yato de Unicórnio);



 Depois da batalha entre Kagaho de Benu e Hasgard de TouroHades surge no Relógio de Fogo do Santuário, sem a companhia de nenhum espectro, chamando por Atena. Em seguida, retalia o ataque do cavaleiro Sísifo de Sagitário, e tem pela frente o renascido Tenma, que segurava o rosário criado por Asmita de Virgem.
O plano de Hades é usar Alone para pintar a chamada The Lost Canvas, ou a Tela Perdida. O próprio Alone diz que, assim que a Tela Perdida estiver concluída, a Terra submergirá em trevas. Algo como o Grande Eclipse desta era.
Alone assume estar no controle do seu corpo, destruindo seus espectros no Castelo de Hades. Pandora decide,então, tomar o mesmo rumo dos cavaleiros contra Alone: o humano com o poder do Imperador das Trevas. Ao final da batalha entre Partita, Pandora revela á Tenma que Alone é maléfico, que destruiu seus espectros e Cavaleiros de Athena, Tenma então diz, que já sentia que Alone ainda continuava consciente em seu corpo.
Alone é confronto por Radamanthys de Wyvern e Pandora no Lost Canvas, porém o humano consegue derrotá-los com facilidade, provando mais uma vez que detém o controle sob os poderes de Hades. É revelado no capítulo Alone que o objetivo do hospedeiro de Hades é estar perto de Tenma, e que seus sentimentos para com o humano é o motivo por ele controlar os poderes de Hades.

éssa foi a primeira parte na qual falei dos 2 personagens principais dessa época 

na segunda parte falarei de alguns cavaleiros de ouro e alguns espectros

bom até mais pessoal e até a proxima postagen 








segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Profana Aliança Nacional

Mais um grande evento realizado na vespera de feriado do dia 12 de outubro na capital de são paulo com 4 e o alemães do Graffstein grandes horda do nosso metal nacional de diferentes cidades brasileira, Realizando por Necrovisceral e fofinho rock club. com as bandas Morte negra (sp) Vultos vosciferos (Df) Blackmass (pr) malkuth (pe) e graffstein (ger)

  


a primeira banda da noite foram os paulistanos do Morte Negra formado por Fernando Iser com um black death poderoso e cheio de ódio eles abrem a noite com o hino Templi Infernalis e em seguida Báratro Oculto destaque também para o cover de Black magic do slayer e em seguida de Seth e na minha opnião a melhor musica deles é Metal Negro Ortodoxo e p/ finalizar Apophis 


Apos a negra celebração do Morte Negra sobe ao palco a horda de brasília o Vultos Vociferos, com o visual bastante carregado, abrindo seu set list com  Sacrificio sangue e poder e passando por a Sob a face oculta de Baphomet, com os vocais odiosos de Malleficarum eles mandam em seguida Dominus Diabolus 


  

uma grande horda nacional e que mando muito bem nessa grande celebração fexando seu set list com Soturnos e em seguida de supremacia 



A terceira banda subir no palco foram os alemães do Grafenstein formado por Greifenor - Vocals, Guitar, Hackebeil - Basse e o grande baterista Ulvernost, Abrindo o set com Silent realm em seguida de STORM OF MAGGOTS com seu poderoso black metal voltado para os anos 80 e com a furia do baterista Ulvernost,  uma das melhores musicas na minha opnião foi de CALL THE STORM



uma grande banda com seu power trio furioso e com certeza uma das melhores celebração da noite fexando com as destruidoras canções  ICON OF THE SIN e VENGENCE




Após a celebração dos alemães sobe ao palco os veteranos de nossa cena nacional os pernabucanos do Malkuth formando por Sir Ashtaroth (vocal e guitarra), Nefando (baixo e vocal) e o baterista novo Gladiathor, no qual se mostro um otimo baterista, abrindo seu set list com Age of the Ax e passando em seguida de Nas sombras do mal... A revelação. O hino Warpagan's heart que deixo o pessoal aos delírios



Uma grande escolha para o grande SEPULTURA  na qual teve a participação de Necroviceral da horda paulista torqverem, executaram muito bem Troops of doom. em seguida fexando seu set com The voice of Hastur.

  O Malkuht se mostro uma grande horda e muito a agradeçer esse guerreiros no qual eu acompanhei seu trabalho, com com toda certeza foi umas das melhores da noite


A Ultima banda da noite foi os curitibanos do Blackmass, formada por Lord Aeshma (guitarra) e os novos integrantes Vizjerei Efreet nos vocais, Amaymon no baixo e Danda nas baterias. 


Fasendo sua Intro Wondrous Hell's flames e em seguida com o seu poderoso hino Diavolul e na sequecia a já tão conhecida Gloria Diaboli, (que fico muito melhor com o novo vocalista)


o Blackmass com certeza mais uma veis mostro o quanto nosso metal brasileiro deve ser feito com qualidade e super bem feito, tanto na presença de palco quanto sonoridade, fechando seu set list com Torve Morte e de bonus Long knives rain



e assim foi o grande evento realizando na fofinho rock club em São Paulo, organizado pelo grande guerreiro Necroviceral com o apoio da Mutiletion records, Wagner moloch arts.

E claro agradecer a todas as hordas presentes e uma grande atitude de Necroviceral unir essas hordas de cada canto do nosso brasil e uma das grande bandas alemã 



ABRAÇO A TODOS E ATÉ A PROXIMA POSTAGEN 


Necroviceral (organizador)


Fotos pelas bandas (postada na net)
Resenha por Danny troyll


segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Enthroned







umas das grandes bandas belga!!!





O grupo foi formado na Bélgica, em 1993, por Cernunnos após ele sair de suas bandas anteriores de Death MetalBlaspherion e Morbid Death


                            Blaspehrion (esse Dan vandeplas é o proprio cernunnos)




Depois ele encontrou o guitarrista Tsebaoth e Sabathan, que tocava baixo e cantava.[1] Ambos novos membros eram da banda de Death Metal Slanesh, que chegou apenas a lançar uma demonstração sem nome em 1993.



O nome Enthroned foi dado por Cernunnos, que significa "a dominação de Satanás sob o mundo cristão" - Dethrone God (Deus destronado),Enthrone Satan (Satanás entronado).

A banda lançou cinco canções promocionais no meio de 1994 que chamou atenção de alguns selos independentes. Um fita cassete emsplit com a banda Ancient Rites foi lançada pelo selo underground Afterdark Records. Após o fim deste selo, outro chamado Evil Omen Records (um subdivisão da gravadora Osmose Productions) lançou o primeiro CD de estúdio do Enthroned, denominado Prophecies of Pagan Fire (em 1995).


                        1 dos melhores albuns de todos os tempos no cenario black metal 




 Logo depois disto, a banda contrata um segundo guitarrista de pseudônimo Nornagest, que antes tocava na bandaHeresia.[4] Eventualmente, o guitarrista Tseboath foi substituído por Nebiros, que trouxe nova inspiração para a banda.






Desde que lançou sua primeira demonstração (o split com a banda Ancient Rites), o Enthroned tinha uma boa reputação por suas apresentações ao vivo. Tocaram juntos com bandas como; EmperorMardukEnslavedDark Funeral e Angel Corpse. Em 1996, junto com a banda que havia divido o split (Ancient Rites) e a banda Bewitched, o Enthroned parte para a Europa em turnê.







Suicídio de Cernunnos e continuação

Em abril de 1997, quando eles estavam prontos para gravar o segundo CD da banda, denominado Towards the Skullthrone of Satan, o baterista e fundador da banda Cernunnos se suicida aos 23 anos de idade. Isto, sem dúvida, foi um choque para o resto do grupo, mas no verdadeiro estilo do Enthroned, eles resolvem gravar o CD em memória de Cernunnos, depois de chamar um baterista para gravar a bateria no estúdio. O baterista se chamava Da Cardoen, que era da banda de Thrash Metal Asphyxia. Outro fato relevante envolvendo Towards the Skullthrone of Satan é que Cronos, o baixista e vocalista da lendária banda Venom participou do CD fazendo backing vocals em duas músicas; na introdução "Satan's Realm" e na "Hertogenwald".

                                         Cernunnos (Dan Vandenplas) 19/abril/1997
                            outro de 1 dos melhores albuns de todos os tempos 

A banda continua suas atividades e aparece no festival Dragons Blaze com seu novo baterista, de pseudônimo Namroth Blackthorn.
 Em abril de 1998, o grupo excursiona pela Europa ao lado do grupo sueco Dark Funeral e lança o mini CD Regie Sathanas - a Tribute to Cernunnos, contendo uma regravação (The Conqueror) da banda Sodom. Mais para frente deste mesmo ano, o grupo excursiona ao lado das bandasHecate Enthroned e Usurper.

No final de 1998, na Suécia, entra no estúdio Abyss para lançar o terceiro CD, The Apocalypse Manifesto. Ele foi lançado em maio de 1999. Nenhum outro título poderia ser melhor para refletir a intensaidade deste disco satânico, que tratou do conceito da Bíblia Apocalipseinterpretado por uma perspectiva do Satanismo.

Em 2000, a banda entra em turnê com a banda Marduk e faz diversos concertos pela Europa. Foi um ano ocupado para o Enthroned. O guitarrista Nebiros sai e em seu lugar é chamado Nerath Daemon. Um ano depois, a banda estaria na Alemanha para gravar seu quarto CD,Armoured Bestial Hell (lançado em abril).

                        sabathan ao vivo, vocal super poderoso e qniguem consegue faser igual 
                          a capa já diz tudo, esse albu é um tanque de guerra

                                           enthroned com Nerath Daemon
A banda novamente teria que mudar sua formação. O baterista Namroth Blackthorn sai e entra Alsvid da banda da francesa de Black MetalSeth. No entanto, a banda continuava a fazer concertos pela Europa, assim como também nos EUA. Em uma entrevista por volta de 2002,Nornagest responde sobre origem da banda: "Enthroned foi formado em novembro de 1993 por Cernunnos e Sabathan, eles queriam começar uma banda mixando o que acreditavam e a música que amavam: metal!!"[5] Na mesma entrevista, Nornagest cita algumas de suas influências desde criança até o presente momento; Iron MaidenSlayerKreatorMayhemBeherit. Com relação ao Mayhem, Nornagest diz que igualmente ao lado do CD Infernal Overkill do DestructionDe Mysteriis Dom Sathanas é seu disco preferido de todos os tempos. Ainda em 2002, o Enthroned assina contrato com a gravadora Napalm Records para gravar seu quinto CDCarnage In Worlds Beyond - que com bônus tem uma regravação da banda Impaled Nazarene.

                         Alsvid, Sabathan, Nerath Daemon e Nornagest 


Em junho de 2003, adicionam o guitarrista Nguaroth e o baterista Glaurung para uma turnê na América do Sul e também para gravar seu próximo CD: XES Haereticum. Como bônus deste lançamento, ainda regravaram a canção Under The Guillotine da banda Kreator.












video
                         1 dos ultimos show com Sabathan nos vocais 

Saída do vocalista e baixista Sabathan

Em 19 de outubro de 2006, outra decepcionante notícia para os fãs da banda: o vocalista e baixista Sabathan, que sempre teve uma voz surpreendente principalmente pelo fato de ser original e cheia de sentimento, sai do Enthroned. O comunicado foi dado pelo guitarrista Nornagest através da internet.[7] "Sabathan não estava mais interessado em seguir nossas convicções" disse Nornagest, completando: "e nos últimos dois anos, praticamente não conseguimos escrever nada de maneira satisfatória". No mês seguinte, Sabathan escreveu um texto justificando sua saída, dando inclusive sua opinião sobre os últimos anos do cenário Black Metal. A mensagem original (em Inglês) pode ser lida no forum oficial do Enthroned.[8] O próprio guitarrista Nornagest se tornaria seu substituto e depois chamaria o baixista Phorgath, já que Sabathan cantava e tocava baixo ao mesmo tempo.
bom p/ min o Enthroned acabo ae!! sem seus lideres com Sabathan e o Cernunnos, niguem deveria continuar seu legado.  


                                                       Atual Enthroned






Discografia


Discos de estúdio


EP


Split

  • (1994) Scared by Darkwinds / Longing for the Ancient Kingdom II
  • (1997) Towards the Skullthrone of Satan / The Trollish Mirror


Demonstrações


Disco ao vivo








Ex-integrantes


Canto
 e baixo

Sabathan (1994 - 2006) Alexsix (1993 - 1994)


Bateria

Cernunnos (nome real: Dan Vandenplas) - 1993-1997
Namroth Blackthorn (nome real: Fabrice Depireux) - 1998-2000
Da Cardoen - (baterista de estúdio após suicídio de Cernunnos)
Glaurung (2003-2007)
Alsvid (nome real: Yannick Herrera) - 2001-2003
Ahephaim (2007-2009)


Guitarra

Tsebaoth (nome real: Vincent) - 1993-1996
Nebiros (nome real: Dimitrios) - 1996-2001
Nguaroth
Asmodeus




abraço a todo e até a proxima postagen